IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Biografias – Personagens da História do Metodismo
Rio, 12/4/2008
 

Hester Ann Rodgers

Paul Eugene Buyers (*)

As "Memórias" de Ann Rodgers têm exercido grande influência na Igreja Metodista, especialmente entre as pessoas do sexo feminino. Era esposa de um dos pregadores itinerantes. Viajou e trabalhou na Inglaterra e na Irlanda. A obra de evangelização de Hester Ann Rodgers foi tão abundante e frutífera como a do seu marido. A sua experiência religiosa caracteriza a dos metodistas mais espirituais. Professou a experiência da santificação ou do amor perfeito. Mantinha correspondência com João Wesley e João Fletcher, o santo do Metodismo. Uma vez, estando em sua companhia, ouvindo-a expressar-se sobre esta doutrina e tomando-a pela mão, este lhe disse: "Glória a Deus, minha irmã, porque dá, ainda um nobre testemunho do Senhor. Está arrependida de ter professado a salvação?" Ela respondeu: "Bendito seja Deus, não me arrependo". Ao retirar-se, da sua companhia, tomando-a pela mão e erguendo os olhos para o céu, disse: "O Todo Poderoso a abençoe". "Pareceu-me", ela escreve, "que Deus naquele mesmo instante respondeu e deixou cair na minha alma um raio de glória! Fiquei cheia de humildade e amor; sim, minha, alma toda transbordou duma doçura inexplicável”. (Stevens, Vol. III, p. 102). Tinha, por natureza, um gênio bom e sob a influência do Espírito de Deus, tornou-se toda bondade.

Era guia de três classes e, por isso, tinha de realizar três reuniões por semana. Às vezes pregava nessas ocasiões com grande proveito. Os resultados eram imediatos, Deus derramava seu Espírito sobre o povo.

Nos últimos anos de vida de João Wesley ela morava com sua família em City Road Chapel e generosamente cuidava de Wesley e sua casa.

Morreu em 1794, ainda jovem, com trinta e nove anos de idade. Sua morte foi comovente: depois de dar à luz seu quinto filho, faleceu. Seus últimos momentos e sua despedida de amigos e do esposo foram tocantes Morreu triunfante na fé. Uma das melhores apologias que Wesley apresentou de sua obra foi "os metodistas morrem bem".

___________________________
(*) Texto extraído das páginas 127 e 128 do livro História do Metodismo, de Paul Eugene Buyers, publicado pela saudosa Imprensa Metodista em 1945.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.