IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Biografias – Pastores(as) Metodistas
Rio, 21/4/2007
 

Juracy Sias Monteiro

90 anos de fé e vida na presença do Senhor

Texto elaborado a partir de informações do site da Igreja Metodista na Primeira Região
Reverendo Juracy Sias Monteiro, hoje com 90 anos, é um homem ativo e de grande valor na Obra de Deus. Só de pastorado ele tem 66 anos. Nascido e criado na Igreja Metodista, ele teve em seus pais, Francisco José Monteiro e Brasilina Sias Monteiro, as suas maiores escolas para a permanência na fé ainda nos tempos atuais. “Do Metodismo nunca saí ”, afirmou recentemente ao site www.metodista-rio.org.br . Seus pais se converteram por volta de 1911, em Vargem Alegre, RJ. Em 1914, eles se mudaram para o Castelo, no Espírito Santo, onde nasceu Juracy. Passaram a morar na Fazenda das flores, do coronel Martins. O pai era meeiro de café, lavrador.

“Durante 10 anos nós freqüentávamos a Igreja Batista de Castelo. “Fui batizado com poucos meses de idade pelo rev. Antônio José Rodrigues”, que era o pastor da Igreja freqüentada pelos pais no Rio de Janeiro (Igreja Metodista em Vargem Grande). O rev. Rodrigues morando em Miracema, RJ, visitava a família Monteiro, em Castelo, anualmente ou a cada dois anos. “A viagem levava três dias de trem”, lembra rev. Juracy.
O trabalho Metodista em Castelo (ES) começou na casa do rev. Juracy, na ocasião situada no Córrego do Mamona, onde seus pais moraram mais tarde. Naquela ocasião, Sr. Antônio Barbosa, metodista de Caparaó, ES, mudou-se para Castelo e morava na sua propriedade rural no Alto do Chapéu. A partir de sua aproximação com a família Monteiro, por volta de 1916, foi organizada a congregação metodista. Tempos depois a família de Juracy adquiriu uma propriedade em Remanço (Fazenda da Criméia), e nessa casa, mais tarde, criou-se a Igreja Metodista de Castelo, por volta de 1925. Nessa época, algumas famílias metodistas de Patrocínio (MG) mudaram-se para a Fazenda da Criméia e se estabeleceram como colonos no Córrego dos Monos. “A essa altura já éramos uns 40 ou 50 metodistas e organizou-se a Igreja Metodista de Remanço, fora da cidade de Castelo”, recorda Juracy.


Chamado ministerial
Foi no pastorado do rev. João do Couto, em 1929, que Juracy sentiu-se chamado para o ministério e foi recomendado aspirante. Ele teve de esperer quatro anos para ir para o Granbery, já que o irmão Jurandi já estava estudando lá naquela ocasião. Seria preciso melhorar a situação financeira para seguir seu própósito. Passado esse tempo, cursou por 5 anos o Ginásio. Concluída essa fase escolar, em janeiro de 1938 foi provisionado. Ainda no início do mesmo ano, o bispo César Dacorso Filho fez sua primeira nomeação como pastor do Distrito de Juiz de Fora, para a paróquia de Matias Barbosa e Chácara, onde esteve à frente por dois anos. Na época, ele estava iniciando na Faculdade de Teologia do Granbery.

Em julho de 1938, o Concílio Geral criou a Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, por meio da fusão das Faculdades do Granbery e de Porto Alegre. Permaneceu até o final de 1938 no Granbery, já como Faculdade de Teologia, quando houve a mudança para São Paulo.

A pedido de Mister Paul Bayer, que nesse período substituiu Barbieri na reitoria da Faculdade de Teologia, revdo. Juracy foi o responsável pela mudança, em 1939, para São Paulo. “A empresa da família de Custodio Laje, metodista, residente na cidade de Três Rios, foi quem levou a mudança. Foram umas três viagens e eu fui na primeira viagem. Durante essas férias, de dezembro a janeiro, eu fiquei com mister Bayer instalando, na Rua do Cubatão, em Vila Mariana, a nova residência da Faculdade de Teologia, onde ficamos dois anos até a construção do primeiro edifício em Rudge Ramos”, relata reverendo Juracy ao site metodista da Primeira Região Eclesiástica (www.metodista-rio.org.br). Mister investigou vários terrenos na capital paulista para instalar definitivamente a Faculdade até encontrar uma rica propriedade, no bairro dos Meninos, atualmente, Rudge Ramos, onde a instituição metodista está até hoje.
Mas a educação teológica sempre esteve no caminho veia ministerial do revdo Juracy. Em 1958, durante o Concílio Distrital Suburbano do Rio e do Rio de Janeiro, ele propôs a criação do Instituto Asbury, de onde nasceu o Seminário César Dacorso Filho e, posteriormente, a Faculdade de Teologia.

Passos pastorais
Os passos para o pastorado ainda são recordações bem vivas e alegres em sua vida. A formatura de Juracy, por exemplo, foi marcada de forma especial. Em 30 de novembro de 1940, a sua turma fez o curso de formatura dos bacharéis de teologia e teve como pregador o revdo Afonso Romano Filho.

Ele pastoreou as igrejas Matias Barbosa e Chácara, Luz, Tucuruvi, Manhuaçu, Campos e Macaé, Muriaé e Eugenópolis, São Mateus, Realengo, Bangu e Magalhães Bastos, Penha, Irajá, Jardim Botânico, Campo Grande, Nilopolis, Pilares, Grande Rio, Baixada Fluminense, Catete e Meier.

O tempo trouxe forte bagagem e experiência. A idade avançada nunca o deixou inativo e o impediu de contribuir para a causa do Senhor. Está sempre se revelando atuante e nos passando a sabedoria e o conhecimento acumulados no decorrer dos anos Tanto é assim que hoje, ele é deão (decano) na Faculdade de Teologia do Bennett e um grande exemplo cristão para todos nós.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.