IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Ação de Graças e Gratidão
Rio, 16/11/2007
 

Todo dia é dia de agradecer! - Dia Nacional de Ação de Graças.

ZZ Outros Colaboradores ZZ


 

Todo dia é dia de agradecer! (*)

Ação de graças: mostrar gratidão, agradecer, reconhecer. No calendário evangélico guardamos um evento que nos remete a essa expressão: o dia de ação de graças. Essa data é uma herança da tradição protestante estadunidense, instituída pelos colonos ingleses puritanos que, no século XVII tomaram posse da América e a passaram a trabalhar a terra, cultivá-la. Para marcar o agradecimento a Deus e o reconhecimento da sua dádiva do plantio e da bênção do terreno cultivado, instituíram um dia especial de celebração de ação de graças.

Descontada a questão constrangedora em torno dessa tradição, relacionada à posse da terra pelos colonos ingleses protestantes por meio das armas, com a invasão dos territórios ocupados por nações indígenas e o conseqüente extermínio de muitas delas, a indicação de um “dia de ação de graças” é um elemento significativo para a fé cristã. Muito mais para nos lembrar que todos os dias devem ser tempo de agradecer e reconhecer o amor e as bênçãos de Deus em todos os sentidos de nossas vidas.
Um dia de ação de graças é importante em tempos como os nossos marcados por um espírito de individualismo e auto-suficiência humana. Alimentado por um desenvolvimento tecnológico sem precedentes, que lhe estabelece poder sobre a vida e a morte, o ser humano atribui-se o caráter de um deus. Tudo isso embalado por um estímulo ao consumismo tornou-se um valor humano e que é o combustível do mercado, hoje a maior força que rege o mundo contemporâneo, as relações políticas, sociais, econômicas e culturais.

O mais grave é que essa postura penetrou nossas igrejas. Surgem teologias da auto-suficiência humana que passam a predominar nos cultos, tanto na pregação da Palavra quanto nos cânticos, que descartam o agradecimento, o reconhecimento a Deus, e enfatizam o poder do ser humano. Sucesso e vitória são palavras-chave da mensagem evangélica de nossos dias, resultados do convite que nos é feito para determinarmos o que Deus deve realizar em nossas vidas ou mesmo para abençoarmos as pessoas que estão próximas de nós. A ação de Deus é, no fim, resultado da nossa ação. Ele age porque lhe permitimos ou porque lhe determinamos a ação. Por isso, agradecer o que, se somos nós aqueles promovem a ação? Essa auto-suficiência humana promove desprezo à dependência que temos de Deus como nosso Criador e Pai amoroso. É Deus quem passa a depender de nós...

O dia de ação de graças é uma preciosa oportunidade que temos de superarmos as teologias mundanas tão em voga nos nossos dias e recuperarmos a tradição bíblica do “Rendei graças ao Senhor, porque Ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre” (Salmo 136.1).

(*)Texto publicado no Jornal Conexão, da Igreja Metodista/3ª Região Eclesiástica, novembro de 2005.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.