IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Instituições da Igreja
Rio, 2/12/2010
 

Novos Caminhos da UNIMEP

Elias Boaventura


 

Na UNIMEP vai desaparecendo aos poucos o sentimento de tensão e pessimismo em relação ao futuro da Instituição, dando lugar a uma atmosfera positiva e quase perigosamente eufórica no que se refere a saúde financeira do IEP.

O relacionamento interno vai relativamente bem, o convívio entre professores, funcionários e alunos, em que pesem algumas demissões e o PDV, começa ficar satisfatório e a boa demanda para o vestibular é confortadora e muito tranqüilizante para todos.

Recente comunicação do Magnífico Reitor reflete esta positividade, em grande parte centrada nele, pelo seu equilíbrio, e sobre tudo pela sua flexibilidade e capacidade para o diálogo e também sua visão empresarial.

Persiste ainda uma grande desconfiança em relação à Rede Metodista de Educação, não só pelos fatos históricos da relação UNIMEP/Igreja Metodista, como pelos primeiros sinais de sua intervenção aqui e em outras instituições metodistas.

Parece-me não ser precipitado afirmar que a “empresa” IEP encontrou seu caminho e está salva, embora haja ainda pesados problemas a serem equacionados, especialmente em relação às questões trabalhistas.

Não restam dúvidas que a UNIMEP mudou e não será mais a mesma, impetuosa, ousada, capaz de enfrentar o autoritarismo dos militares, acolhedora dos perseguidos políticos, defensora do reatamento com Cuba e tantas proezas mais.

A saída espontânea de grande número de professores, a substituição quase total do corpo de funcionários antigos, as iniciativas e pressão da Rede já comprometeram em grande parte sua autonomia administrativa. O que se espera é que o mesmo fenômeno não ocorra com a autonomia acadêmica, motivo de orgulho dos unimepianos, porque isto seria de fato danoso.

Com estes acontecimentos ela tem alterada sua identidade, e aos poucos se vê enquadrada em caminhos que não eram os seus, mas ainda é muito cedo para se saber qual será seu destino, enquanto um tipo de universidade alternativa, que nestes seus 30 anos atraiu a muitos pelo seu aspecto renovador.

Aqueles que responsabilizavam o corpo docente, sempre considerado mercenário pelos conservadores metodistas, têm agora o caminho aberto para fazer melhor, do ponto de vista administrativo. Agora é ver para crer.

Salva a empresa IEP, há necessidade de se por a campo em defesa da salvação da UNIMEP, até então compromissada contra todo injustiça, defensora da autonomia universitária e de sua confessionalidade de que tanto se orgulha.

Seria muito triste e altamente danoso, e isto é um perigo real, que a Instituição se deixasse levar pelos acenos de mercadorização da educação e se esquecesse das exigências do Documento Diretrizes para a Educação na Igreja Metodista, que diz: a educação na perspectiva cristã como parte da missão é o processo que visa oferecer a pessoa e comunidade uma compreensão da vida e da sociedade, comprometida com uma prática libertadora, recriando a vida e a sociedade.

Esta é nossa esperança, trabalhemos por ela.

Elias Boaventura
Dezembro/2010

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.