IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 29/4/2012
 

Jesus: O Bom Pastor (Joćo 10.11-18)

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Introdução: A cristã Tereza d´Ávila conhecia o bom pastor com tanta intimidade espiritual que escreveu: “Nada te perturbe, nada te assuste, tudo passa. Deus nunca muda. A paciência tudo alcança. Quem a Deus tem, nada lhe falta. Só Deus basta!” Nossa intimidade com o bom pastor muda nossa visão do mundo, principalmente com relação aos problemas e tribulações. Hoje vamos conhecer um pouco mais o bom pastor.
I. Jesus é o bom pastor: O Senhor Jesus se apresenta como o Bom Pastor (11): “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.” Este texto fala da relação espiritual de Jesus com os seus discípulos. Nesta relação os discípulos são ovelhas e Jesus é o bom pastor que dá a vida por suas ovelhas. Aqui está uma referência sobre sua morte na cruz. Na cruz, o Senhor, bom pastor, deu a vida pelas suas ovelhas. Ele, Jesus, é o único pastor que tem o poder para ser classificado como bom pastor. Precisamos deixar Jesus ser o pastor que nos guia. Agostinho de Hipona escreveu: "Se queres seguir a Deus, deixa-o ir adiante. Não queiras que Ele te siga. Se o compreendesses, Ele não seria Deus". Ele é o Bom pastor e sabe sempre o que faz. (Jo 10.3,4).
II. O mercenário: Mercenário era o profissional que recebia seu salário para cuidar das ovelhas de outra pessoa. Jesus diz que (12): "O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa. (13) O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas". Na parábola de Jesus o mercenário é a religião e as instituições do mundo. São os sistemas que desejam se apropriar das ovelhas para tirar lucro, mas que não tem como proteger o rebanho. Se minha esperança estiver na instituição serei abandonado e destruído pelo lobo. Minha esperança precisa estar em Jesus, Ele é o bom pastor. (Sl 39.7).
III. O bom pastor Jesus conhece suas ovelhas: A relação de Jesus com as suas ovelhas é de intimidade espiritual. O Senhor diz (14): "Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, (15) assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas". Nossa relação pessoal com Jesus garante nossa vida em comunidade. Quanto mais me relaciono com o Senhor Jesus través da oração e da leitura bíblica, mais tenho condições de me relacionar com as pessoas e exercer a prática da justiça. A intimidade com o Senhor Jesus muda meus relacionamentos. Jesus conhece suas ovelhas e as ovelhas conhecem Jesus (Naum 1.7).
IV. As outras ovelhas do pastor Jesus: Jesus fala aos seus discípulos do primeiro século. Eles não seriam as únicas ovelhas. Jesus diz (16): "Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor". São ovelhas que estão em outros apriscos (apriscos do medo, da religião, da vida secular sem Deus, etc). É o próprio Senhor Jesus que irá conduzi-las. O projeto é ter um só rebanho e um só pastor. Neste processo o Senhor conta com cada um de nós. Nossa tarefa é, em nome de Jesus, auxiliar as ovelhas perdidas (dos outros apriscos) a encontrar o aprisco do Senhor (Mt 28.19-20).
V. A morte e a ressurreição do bom pastor: Este Evangelho fala da Páscoa. Jesus deu a sua vida para a reassumir em sua bendita ressurreição: (17) " Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir". A morte do bom pastor não foi um acidente. Foi prova de amor. Amor que morreu na cruz e ressuscitou para continuar sendo nosso bom pastor Glorificado e ressuscitado: (18) "Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai". Preciso confiar no Bom Pastor que tem o poder sobre a morte (Ap 1.17,18).
Conclusão: Jesus é o Bom pastor. O Bom pastor morreu pelas suas ovelhas e ressuscitou ao terceiro dia. Hoje somos convidados a confiar no Bom Pastor e trabalhar para Ele auxiliando ovelhas a serem do aprisco do Senhor; ovelhas que sairão das mãos do mercenário e virão para as mãos do Bom Pastor.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.