IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 7/5/2012
 

Jesus: A Videira Verdadeira

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

João 15.1-8

Nesta parábola Jesus se apresenta como a Videira verdadeira. A ideia é que existem videiras falsas. O Pai é o agricultor e os ramos são os discípulos. Vemos também os ramos como os Ministérios na Igreja de Cristo. Cada denominação cristã é um ministério na Igreja do Senhor. Nesta parábola o ramo que está legitimamente no Senhor dá frutos. Os frutos produzem sementes, novas plantas e novos frutos. o Agricultor tem o cuidado de zelar pela Videira e pelos seus ramos. Mas os ramos que não produzem frutos são arrancados e os que produzem frutos são limpos para produzir mais frutos ainda. É uma parábola que nos desafia a sermos ramos fieis ao objetivo pelo qual existimos: dar frutos. Por isso esta parábola nos dá cinco exortações.
I. Acredite na Palavra de Deus, pois ela tem o poder de nos limpar (1-3)
Jesus é a videira. O Pai é o agricultor. Nós somos os ramos desta videira. O ramo que não dá fruto é cortado. O ramo que dá fruto é limpo para que dê mais frutos ainda. Jesus diz aos seus discípulos: (3) "Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado". A palavra de Deus tem o poder de nos limpar. O limpo de coração irá ver a Deus (Mt 5.8). A limpeza exterior necessita da limpeza interior (Mt 23.26). Esta limpeza só é possível pela Palavra de Deus sendo aplicada em nossas vidas. Há uma ação de Deus quando meditamos nas Palavras do Senhor. Quem é limpo pela Palavra dá frutos.
II. Permaneça somente em Jesus (4,5)
Permanecer em Jesus é uma atitude. O resultado de permanecer em Jesus é muito glorioso: (4) "permanecei em mim, e eu permanecerei em vós". Nenhum ramo pode produzir frutos de si mesmo. Ele necessita permanecer na videira. Assim, para produzir frutos só existe uma alternativa: permanecer em Jesus. A minha fé não está segura na instituição religiosa. Minha fé precisa estar em Jesus. Jesus é o meu modelo, o meu alvo e a minha videira. A Ele eu me esforçarei para agradar e permanecer. Quem guarda os mandamentos do Senhor, permanece no seu amor (Jo 15.10). Quem permanece em Cristo dá muito fruto. Jesus diz: (5) "...sem mim nada podeis fazer".
III. Não abandone seu primeiro amor. (6-8)
Quem abandona o primeiro amor, não consegue permanecer em Cristo. Quem não permanece em Cristo será lançado fora, à semelhança do ramo. O resultado é que ele secará e servirá apenas, como os ramos secos, para ser queimado. Muitos abandonam o primeiro amor e secam espiritualmente. (Ap 2.4). Quem permanece na Videira tem uma vida de muita graça na oração: (7) "Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito". Enfrente qualquer dificuldade, mas não deixe Jesus. Não abandone o seu primeiro amor.
IV. Conclusão:
Os frutos são exigidos de todo cristão, glorificam o Pai e nos transformam em discípulos de Jesus. (Jo 15.8). Frutos são salvação de vidas. Frutos também são resultado da presença do Espírito Santo em nossa caminhada cristã. Assim diz Paulo: "...o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito". (Gl 5.22-25).

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.