IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 19/8/2012
 

A Comunhão com o Pão Vivo

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 


João 6.51-58

O Senhor Jesus é o nosso Pão Vivo que desceu do céu. Ele é o Sinal maior do que o maná de Moisés. Quem come sua carne e bebe seu sangue tem a vida eterna. Estes símbolos apontam para a comunhão plena e progressiva que temos que ter com o Senhor. Quanto mais aprofundamos nossa comunhão com Deus, mais temos condições de amar o próximo e viver a comunhão plena. Este é o caminho que aprenderemos com João 6.51-58.

I. Jesus é o Pão Vivo
Quando Deus tirou o povo hebreu da escravidão do Egito rumo à Terra Prometida, Ele os guiou pelo deserto onde não podiam plantar e colher. Por causa disso murmuraram contra Deus e contra Moisés. O clamor do povo fez Deus enviar pão do céu. E isto aconteceu por um período de quarenta anos (Dt 8.2-3). Durante quarenta anos Deus enviou o maná. Em Cafarnaum, cidade a beira do Mar da Galiléia, Jesus ministra sobre o maná da época de Moisés e sua missão. Toda esta ministração teve início na multiplicação dos pães (Jo 6.5-10). O Sinal de Jesus é muito maior do que o Sinal de Moisés. Jesus é o próprio Pão vivo que desceu do céu. A sua origem está no céu. Ele é eterno e veio alimentar a fome eterna e existencial do homem. Ele disse: "(51) Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne". O único alimento para a salvação do ser humano é Jesus, nosso Pão vivo que desceu do céu. Ele não é um dos alimentos. Ele é O alimento. O único alimento.

II. A Carne e o Sangue de Cristo
Os judeus tiveram dificuldade em entender o que o Senhor estava dizendo. Eles falavam entre si: (52) "Como pode este dar-nos a comer a sua própria carne?"
Jesus repete e aprofunda o significado de sua carne e sangue. Ele diz: (53) "Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos".
Para ter vida é indispensável comer a sua carne e beber o seu sangue. O seu sangue e sua carne estão diretamente relacionandos a nossa vida e ressurreição. Ele diz: (54) "Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. (55) Pois a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue é verdadeira bebida". Comer sua carne e beber seu sangue é a única forma de permanecer em Cristo. (56) "Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele". Mas como comer sua carne e beber seu sangue? Este texto refere-se diretamente a comunhão pessoal do crente com Cristo, mas aponta também para o rico simbolismo da Santa Ceia (Mt 26.26; I Co 10.16). Significa que é impossível ter vida sem um relacionamento íntimo e profundo com o Senhor Jesus. Este relacionamento deve ser buscado e construído todos os dias mediante a oração, leitura bíblica, disciplina, o culto, a prática da justiça e da misericórdia e a participação com fé na Santa Ceia.

III. A Comunhão com Cristo
A comunhão com Cristo mediante a oração e a Santa Ceia, os atos de piedade e as obras de misericórdia é fundamental para a nossa vida espiritual.
Quem se alimenta de Cristo viverá. (57) "Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá". Se alimentar de Cristo é ter profunda comunhão com Ele. Não é uma mera participação na hora da Santa Ceia, mas uma comunhão mística com a própria vida. É degustar Cristo. Ingerir Cristo na vida. Por isso Jesus é superior ao maná de Moisés. (58) "Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente". A comunhão com Cristo nos leva a comunhão amorosa e progressiva com o nosso próximo ( I Co 10.17).

Conclusão:
Jesus é o nosso Pão vivo. Conhecer Jesus é tudo. Nossa vida e nossa existência estão em Cristo. Ele é maior do que qualquer religião. É maior do que qualquer "santo" ou "santa". Somos santificados Nele e Nele temos a paz para viver em comunhão com Deus e com o próximo. Em Cristo veio a Graça para a nossa Santificação. Ele é o nosso alimento que traz a vida eterna. Esta deve ser nossa fé no culto e na Santa Ceia. Com Cristo viveremos eternamente!

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.