IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 24/11/2012
 

Cristo, o Rei do Universo

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 


João 18.33-37
Jesus veio ao mundo como Rei. O Rei esperado pelos profetas. O rei messias que viria tirar o pecado do mundo e estabelecer o Reino de Deus. A promessa do reinado de Jesus foi dado pelo anjo a Maria: Lucas 1.31-33 - "Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim". Observe a promessa: O filho de Maria será grande, terá o trono de Davi, reinará para sempre sobre Israel e o seu reino não terá fim. Por estas promessas Maria canta ao Senhor (Lc 1.46-55). Contudo, o Evangelho de hoje apresenta Jesus na sexta-feira santa sendo interrogado por Pilatos antes de sua morte na cruz. As pessoas chamavam Jesus de Rei. Maria recebeu a promessa de que Jesus seria Rei. E agora Pilatos pergunta a Jesus: "És tu o rei dos judeus?" É sobre este diálogo que iremos aprender um pouco mais sobre o Reinado do Senhor Jesus.

I. Um reinado rejeitado
Pontius Pilatus (Pôncio Pilatos), governou a Judeia e a Samaria entre os anos 26 e 36 d.C. Era um governante duro e violento, obstinado e áspero, culpado de ordenar execuções de opositores sem um processo legal. Diante deste homem violento, injusto e cruel, apesar do evangelista João apresentar Pilatos como um homem indeciso e fraco, Jesus é levado para ser interrogado. Pilatos foi informado que as pessoas chamavam Jesus de Rei. Como a Judéia estava debaixo do poder do Império Romano, sempre surgiram reis populares e messias andarilhos se dizendo rei dos Judeus e tentando libertar o povo. Por isso Pilatos pergunta: És tu o rei dos judeus? Jesus sabia que esta pergunta não vinha do próprio Pilatos, mas foi construída pelos acusadores de Jesus. Por isso Jesus responde: (34) "Vem de ti mesmo esta pergunta ou to disseram outros a meu respeito?" Pilatos então revela a origem de sua pergunta e diz: (35) "Porventura, sou judeu? A tua própria gente e os principais sacerdotes é que te entregaram a mim. Que fizeste?" Jesus veio para reinar sobre os Judeus, mas as autoridades religiosas e civis do povo rejeitou seu senhorio e o entregou as autoridades romanas. Jesus foi rejeitado pelo povo que havia recebido a promessa (Jo 1.11).

II. Um Reino que não é deste mundo
As palavras que Maria recebeu de Gabriel e o seu cântico "parecem afirmar" que o reino de Jesus seria deste mundo. Mas Jesus diz a Pilatos: (36): "O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui". O reino não é deste mundo. "Meu reino não é daqui". O reino de Jesus é da onde? sabemos que Jesus começou a reinar na vida das pessoas que o aceitaram como Senhor e rei e um dia voltará para reinar sobre Israel e sobre o mundo. Seu reino não seria uma substituição política do Império Romano. Será uma ação de Deus no fim da história. Verdadeiramente Cristo é o Rei do Universo. Não dá para pensar no reino de Jesus mediante as leis e estratégias humanas. O Reino de Deus não é deste mundo (Jo 8.23). A paz de Jesus não é deste mundo (Jo 14.27). Pelo contrário o mundo e seu sistema odeiam o Filho de Deus ( João 15.18,19).

III. Um Reino verdadeiro e Eterno
O anjo diz que o seu reinado não teria fim, mas agora Maria vê seu Filho sendo processado e preparado para morrer. O reino de Jesus teve fim em sua morte? O anjo estava equivocado? A fé de Maria foi uma falsa fé? Ela foi enganada? Não.
Pilatos volta a questionar Jesus dizendo: (37) "Logo, tu és rei?" Jesus responde: "Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz". Jesus nasceu para ser rei. Ele confirma as palavras do anjo Gabriel. O conteúdo do seu reinado foi "dar testemunho da verdade". Quem aceita seu projeto de vida passa a pertencer ao seu reinado: " Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz". Jesus reina hoje nas vidas que aceitam a verdade do Evangelho e reinará em sua poderosa volta para buscar a Igreja e julgar o mundo (Daniel 7.13 e 14).

Conclusão:
O Salmo 93.1-5 onde declara que o Senhor Reina. Ele revestiu-se de majestade e de poder. Firmou o mundo, que não vacila. Fala do reinado de Cristo não apenas no futuro mas desde a antiguidade. "Está firme o teu trono; tu és desde a eternidade". Em Apocalipse 5.1 João vê a glória de Deus e escuta uma grande voz que diz: "Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?" Não havia ninguém. João chora de angústia. Mas um dos anciãos lhe diz: "Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos". Jesus venceu. João vê Jesus como o Cordeiro que tinha sido morto. Quando o Senhor toma o livro o céu se curva diante do seu poder e reinado. O fim da história é o Reino do Senhor Jesus.
Diante das injustiças sociais, opressão, violência, políticas corruptas e juízos fraudulentos, podemos afirmar: Jesus reina hoje em nossa vida e um dia estabelecerá seu reinado eterno como prometeu. Maranata: Ora vem Senhor Jesus!

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.