IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 22/12/2012
 

4║ Domingo do Advento: O Encontro de Maria e Isabel

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 


Lc 1.39-45

O Natal está chegando. Na meditação do quarto domingo do advento, encontramos Maria indo apressadamente a casa de Isabel. Este encontro nas montanhas da Judéia marca a vida de Isabel, João Batista e Maria. Cremos que este roteiro marcará também nossa vida. Que possamos encontrar com o Senhor Jesus e ser transformado por sua Graça.

I. Maria vai a casa de Isabel
Lucas diz que (39) "Maria foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá". Porque Maria foi visitar sua prima Isabel? Quando o anjo Gabriel apareceu para Maria no dia da Anunciação de sua gravidez, Maria pergunta: (Lc 1.34) "Como será isto, pois não tenho relação com homem algum?" A resposta do Anjo é clara: (35) "Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus". No projeto da redenção, Deus estava preparando também Isabel para que nascesse o precursor João Batista. A gravidez de João Batista serviu de sinal e conforto para a adolescente Maria. Por isso o anjo comunica: (36) "E Isabel, tua parenta, igualmente concebeu um filho na sua velhice, sendo este já o sexto mês para aquela que diziam ser estéril". Para a pergunta de Maria (34) "Como será isto, pois não tenho relação com homem algum?", a resposta baseada no milagre de Deus na vida de Isabel é: (37) "Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas". Por isso Maria parte apressadamente a região montanhosa da Judéia ao encontro de Isabel. Para ver o sinal de Deus e confraternizar com aquela que estava experimentando com ela, o milagre da estação. Para Deus não existe impossíveis. Tudo é possível quando Deus tem um propósito. O "Sim" de Maria abriu espaço para a ação de Deus: (1.38) "Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela".

II. O Encontro
Maria chega as regiões montanhosas da Judéia, (40) entra "..na casa de Zacarias e saúda Isabel". Em sua saudação ela provavelmente disse: "Shalom Alechem" (que a paz esteja convosco). Maria está cheia do Espírito Santo e gerando o Deus encarnado em seu ventre. Por isso quando Isabel ouve a saudação de Maria (41) "...a criança lhe estremeceu no ventre; e ...ficou possuída do Espírito Santo". Isabel não sabia da aparição do anjo à Maria, mas foi cheia do Espírito Santo e reconheceu que sua prima carregava Deus em seu ventre, por isso (42) " ...exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre!" Maria carregava Jesus em sua vida literalmente e por isso foi canal de bênção na vida de Isabel. Quando aceitamos Jesus Cristo passamos ser canal de bênção na vida das pessoas. Ajudamos um ao outro com palavras e gestos concretos de bênçãos (Isaías 41.6).

III. A Ministração sobre Maria
Quando Isabel exclama (42) " ...em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre!" Ela está ministrando sobre Maria. O Espírito Santo usa Isabel para dar a adolescente Maria a certeza de que ela foi muito presenteada por Deus. Sua situação difícil (grávida antes do casamento, oposição da família, etc) poderia ter entristecido Maria e dado certo grau de insegurança. Mas Isabel ministra: "Maria, você foi escolhida! Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre!" Isabel revela que Maria estava carregando Deus no ventre. Ela diz: (43) "E de onde me provém que me venha visitar a mãe do meu Senhor?" Senhor no grego é Kirius. É a tradução do hebraico Adonai, que é aplicado a Deus. Maria estava com o Deus Filho no seu ventre. Isabel justifica sua afirmação dizendo: (44) "Pois, logo que me chegou aos ouvidos a voz da tua saudação, a criança estremeceu de alegria dentro de mim". Maria não deveria ficar aflita com a situação, pois era bem-aventurada (feliz). Isabel diz: (45) "Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor". Aqui está o principio do milagre. Eu creio e vejo cumpridas as palavras de Deus em minha vida. Isabel, cheia do Espírito Santo, ministra sobre Maria. Precisamos ser cheios do Espírito Santo para ministrar a Palavra de Deus sobre as pessoas necessitadas (Isaías 61.1).

Conclusão:
Maria tem necessidade de ser ministrada por Isabel. Este encontro foi proporcionado pelo Senhor. Foi importante para Maria e Isabel. Foi Jesus ministrando sobre João Batista; Maria sendo canal para Isabel ser cheia do Espírito Santo; Isabel tomada pelo Espírito e ministrando sobre Maria. Natal é este encontro transformador. Quem crê no Natal de Jesus é abençoado e feliz. Bem-aventurado os que creem.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.