IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Palavra Pastoral
Rio, 21/6/2013
 

O Cristo de Deus

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Lucas 9.18-24

O Evangelho de hoje é conhecido como “Profissão de fé de Pedro”. Ele fala da incompreensão do mundo, da revelação da verdade de Cristo aos apóstolos, do preço do ministério de Cristo e do preço do discipulado verdadeiro. Ser discípulos não é abraçar um corpo de doutrinas, mas sim ter uma vida comprometida e totalmente absolvida pela graça de Deus.

I. Quem é Jesus para o mundo
Jesus deseja saber o que as multidões entendem de sua identidade. (18) As multidões ainda estavam apegadas ao passado e não conseguiam ver o novo de Deus surgindo para Salvar. Quando estamos sem Cristo, estamos separados da aliança da promessa, não temos esperança, nem Deus no mundo (Ef 2.12).

II. Quem é Jesus para os discípulos
Jesus compreende que o mundo não tem visão de seu ministério, por isso não comenta a resposta dos apóstolos, mas aproveita para perguntar: (20) “Mas vós, ...quem dizeis que eu sou?” Pedro, por revelação diz: “És o Cristo de Deus” (20). A profissão de fé de Pedro demonstra que o discípulo tem visão diferente de Cristo com relação ao mundo. Nossa visão é uma ótica nova. (Hb 9.28).

III. A Missão do Cristo de Deus
Jesus é o Cristo de Deus. Mas como Cristo Ele teve uma missão muito cara e difícil (22). Jesus não apenas teve o título de messias, mas como messias precisou passar pelo caminho da dor para nos resgatar do pecado. Nossa salvação não foi apenas uma vontade verbal de Deus, foi a materialização do sacrifício de Jesus na Cruz (I Tm 3.16).

IV. A Missão dos Discípulos do Cristo.
Jesus diz a todos que desejam segui-lo: (23) “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. (24) Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará”. Ser discípulo implica negar a sui mesmo, tomar a Cruz todos os dias e seguir o mestre. (Gl 2.20).

Conclusão: Como discípulos/as nossa missão é viver a vontade de Deus aqui na terra sinalizando seu amor através de Atos de Justiça. Perdemos tudo por Cristo.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.