IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflex§es
Rio, 11/1/2014
 

Dia do Batismo do Senhor Jesus

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Com a festa da Epifania tem reinício o Tempo Comum. Iremos contar cada semana relendo os milagres e ensinamentos do Senhor Jesus baseados principalmente no Evangelho de Mateus. O Tempo Comum é a caminhada do discípulo e da discípula na estrada da fé, esperança e amor. Neste domingo celebramos o Batismo do Senhor e com esta celebração termina o Ciclo do Natal. Agora estaremos nos preparando para o início da quaresma com a quarta-feira de cinzas.

Nosso calendário cristão tem dois ciclos: O Ciclo do Natal e o Ciclo da Páscoa. Entre estes dois ciclos existem dois períodos e de tempo Comum. Durante o tempo comum todo o domingo passa a ser uma celebração verdadeira da Páscoa do Senhor. Para nós todo domingo é páscoa, é pedra removida; é a celebração do Senhor ressuscitado.

Hoje celebramos o Batismo do Senhor Jesus. Todos os anos o Jordão recebe duas celebrações especiais: uma do lado de Israel e outra do lado da Jordânia.

No sul de Israel, próximo ao Mar Morto e fazendo divisa com a Jordânia está o local do Batismo do Senhor segundo a tradição. A água é amarela pelo barro constante que desce pelas encostas. É um lugar feio e meio sombrio. Muitas igrejas e mosteiros da idade Média estão destruídos pela guerra e abandonados. O terreno é protegido pelos guardas de Israel e as terras possuem minas exclusivas da época da guerra dos seis dias. Os campos com explosivos são protegidos com arames e muitas placas sinalizadoras. Neste local, no dia do Batismo do Senhor, os franciscanos chegam com a comunidade local, cantando hinos de louvor ao Senhor e relembrando o grande mistério do seu batismo. Antes Israel só permitia a entrada neste lugar sagrado pela tradição no dia do Batismo do Senhor. Desde 2010 (graças ao Papa Bento XVI) o local é aberto aos turistas e peregrinos.

Do outro lado do Jordão o rei da Jordânia deu ao Papa Bento XVI um lindo terreno onde está construída uma Basílica para lembrar o Batismo de Jesus. Como Israel viu que perderia turistas, abriu o seu local para os peregrinos. Os cristãos da Jordânia também celebram esta data em liturgias muito solenes e bonitas.

Estive neste lugar apenas uma vez, no ano de 2011, com uma caravana da Canção Nova e Obra de Maria (duas comunidades Católicas). Atualmente os peregrinos vão ao Yadernit (Pequeno Jordão) no início do Jordão, próximo ao Mar da Galiléia. Ali tem um lindo local para batismos. A água é limpa e muito tratada. Padres e Pastores celebram a liturgia da renovação batismal. Mas o local da tradição é a parte barrenta e feia do Jordão. É neste local que vejo Jesus se humilhando e aceitando o Batismo de João. Ele rompe com a tradição de sua família e se submete ao rito que era direcionado aos gentios.

O Batismo do Senhor fala da união com a santíssima trindade e a unção do Espírito para cumprir a Missão. O batismo o preparou para o deserto.

Que neste santo domingo possamos relembrar o nosso batismo e reassumir os votos de servo e serva fiel ao projeto de discipulado e evangelização, justiça e paz.

Feliz Dia do Batismo do Senhor!

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.