IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Quaresma
Rio, 5/4/2014
 

Quaresma e o Cristo revelado em Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

A Paixão de Cristo e sua ressurreição são os grandes temas da fé Cristã.

A Quaresma é uma caminhada espiritual que nos prepara para o encontro com esta grande celebração de fé. 

O sofrimento de Jesus foi revelado em todos os livros do Pentateuco. Hoje vamos ver Jesus nos livros de Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio e entender que a Visão de Deus é a Salvação da Humanidade através de Jesus, nosso Senhor. 

Cristo Revelado em Êxodo 

Moisés é um tipo de Cristo, pois ele liberta da escravidão. Arão funciona como um tipo de Jesus assim como o sumo sacerdote (28.1) faz intercessão junto ao altar do incenso (30.1). 

A Páscoa do povo Hebreu indica que Jesus é o Cordeiro de Deus que foi oferecido pela nossa redenção (12.1-22). 

As passagens “EU SOU” no evangelho de João encontram a sua origem primeira no livro de Êxodo. João afirma que Jesus é o Pão da Vida;  Moisés fala de duas maneira do pão de Deus: o maná (16.35) e os pães da proposição (25.30). João nos conta que Jesus é a luz do Mundo; no Tabernáculo, o candelabro serve como fonte de luz permanente (25.31-40).

Cristo Revelado em Levítico

Cristo não é especificamente mencionado em Levítico. Entretanto, o sistema de sacrifícios e o sumo sacerdote no Livro de Levítico são tipos que retratam a obra de Cristo na cruz do Calvário. 

O Livro de Hebreus descreve Cristo como o sumo sacerdote e usa o texto de Levítico como base para ilustrar a sua obra. O Livro de Levítico enfoca a vida e o louvor do antigo povo de Israel.

Cristo Revelado em Números

Jesus Cristo é retratado em Nm. como aquele que provém. O Apóstolo Paulo escreve sobre Cristo que ele era a pedra espiritual que seguiu os israelitas pelo deserto e deu-lhes a bebida espiritual (1Co 10.4).

A pedra que deu água aparece duas vezes na história do deserto (cap. 20; Ex. 17). Paulo enfatiza a provisão de Cristo às necessidades de seu povo, a quem libertou do cativeiro. 

Em Nm 21.8 Deus manda Moisés levantar uma serpente de bronze no deserto para curar as pessoas mordidas pelas serpentes abrasadoras. Esta aste de bronze com a serpente simboliza Jesus na Cruz sendo levantado para a nossa salvação (Jo 3.14). 

A figura messiânica do rei de Israel é profetizada por Balaão em 24.17, “Vê-lo-ei, mas não agora; contemplá-lo, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó, e um cetro subirá de Israel”. A tradição judaica interpretava este verso messianicamente, conforme atestado pelos textos de Qumran. Jesus Cristo é o Messias, de acordo com o testemunho uniforme do NT, e o verdadeiro rei sobre quem Balaão fala.

Cristo Revelado em Deuteronômio

Moisés foi o primeiro a profetizar a vinda do Messias, um Profeta como o próprio Moisés (18.15). Notadamente, Moisés é a única pessoa com quem Jesus se comparou: “Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim, porque de mim escreveu ele. Mas, se não credes nos seus escritos, como crereis nas minhas palavras?” (Jo 5.46,47). Jesus costumava citar Deuteronômio. 

Quando lhe perguntavam o nome do mandamento mais importante, ele respondia com Dt 6.5. Quando confrontado por satanás em sua tentação, ele citava exclusivamente Dt (8.3; 6.16; 6.13; 10.20). 

É muito significativo o fato de Cristo, que era perfeitamente obediente ao Pai, mesmo até a morte, ter usado este livro sobre a obediência para demonstrar a sua submissão à vontade do Pai.

Conclusão:

A Quaresma fala da profecia de Deus que foi cumprida em Cristo. O Cristo profetizado e esperado pelos homens e mulheres do Novo Testamento veio ao mundo para morrer e ressuscitar ao terceiro dia. Nele somos salvos e libertos. Nele a Palavra de Deus se cumpriu plenamente. 

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.