IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Escola Dominical
Rio, 20/9/2014
 

Dia da Escola Dominical

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

O ensino da Palavra de Deus foi exigido no Pentateuco aos pais. As crianças deveriam aprender em casa os grandes feitos de Deus na libertação do povo. Dt 11.19 diz: “Ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentados em vossa casa, e andando pelo caminho, e deitando-vos, e levantando-vos”.

No período do Exílio Babilônico, o judaísmo criou as sinagogas. Estas casas de estudos eram utilizadas durante a semana para alfabetizar os meninos a partir dos seis anos de idade. Toda vila com mais de 25 casas deveria ter uma sinagoga. Aos sábados eram celebradas as Festas do Senhor com cânticos, orações e leituras bíblicas. Foi neste contexto que Jesus foi criado e educado na religião.

Grande parte do Ministério do Senhor Je-sus foi dedicado ao ensino da Palavra. Utilizava parábolas, comparações e ensinava através de atividades práticas. 

Os apóstolos continuaram este caminho docente. A Palavra de Deus era ensinada em público e de casa em casa (Atos 20.20).

No período da perseguição cristã (61-313 dC) a Igreja continuou um trabalho sério de en-sino da doutrina apostólica. O documento mais importante deste período é a didaquê (tradição) com ensinos dos apóstolos para a vida da igreja. 

No século quarto o novo convertido aprendia as doutrinas básicas para o batismo. Após o batismo, era ministrado pelo Bispo o ca-tecumenato mistagógico, onde o novo membro da igreja podia aprender os ministérios de Deus com mais profundidade.

Na Idade Média o ensino da Palavra esta-va restrito a liturgia. Os mosteiros foram grandes casas de educação cristã e alguns teólogos (mi-nistros da Palavra) tinham seus discípulos que caminhavam ao seu lado durante uns anos para aprender com o mestre durante suas atividades. No século XIII d.C. Antônio de Pádua recebeu autorização de Francisco de Assis para ensinar aos Irmão Menores as Santas Escrituras. Foi o primeiro professor de Bíblia do movimento Franciscano.

Apesar disso, as Escrituras estavam restri-tas a alguns iniciados. Até mesmo muito padres não tinham a Bíblia inteira, apenas porções.

Com a Reforma Protestante e a invenção da imprensa, a Bíblia Sagrada foi difundida e muitos grupos leigos de estudos foram formados. Os protestantes investiram no ensino sistemático da Palavra de Deus entre todas as pessoas. 

Em 1769, Hannah Ball Mooore, com 26 anos, criou a primeira Escola Dominical em sua residência. Era uma Escola Bíblica Dominical, pois o seu objetivo era evangelizar as crianças. Hannah se converteu com as pregações de Wes-ley e desejou ser uma pregadora das crianças. 11 anos mais tarde, em 1780, em Gloucester, Ingla-terra, o Jornalista Metodista Robert Raikes criou a primeira Escola Dominical com crianças pobres. Ensinava o inglês, matemática, Bíblia e princípios morais. Ocupava todo o domingo ensinando. As crianças durante a semana trabalhavam 12 horas e não podiam frequentar a Escola. Raikes foi acusado de profanador do domingo. Enfrentou as oposições e mudou a vida de muitas crianças e adolescentes de sua época.

Hoje as igrejas protestantes conservam com muito empenho o ensino bíblico através da Escola Dominical. Ela é a nossa sinagoga de todos os domingos. Um espaço agradável de leitura bíblica, edificação espiritual e evangelização. Na Escola Dominical somos treinados para a missão de fazer discípulos e discípulas para o Senhor Jesus. 

A Escola Dominical é o maior investimento do crente em sua vida e na vida de sua família. Seja aluno da Escola Dominical.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.