IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Semana Santa
Rio, 21/3/2015
 

Preparação para a Semana Santa

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

A Semana Santa é uma caminhada. É conhecida como a “Maior” Semana do Ano cristão. É o tempo de reflexão e contemplação, oração e silêncio. 

É uma caminhada que tem início com o Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor. Este domingo, simbolizado pela cor vermelha, lembra o motivo e propósito de Jesus ao entrar em Jerusalém. Entra para derramar seu sangue e salvar os pecadores. 

Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Esta imagem é bem gravada em nossa alma quando entramos em Jesus no Processional de Ramos. 

Voltamos a Jerusalém e saímos de Betfagé, onde Jesus encontrou o animal que lhe conduziria à Cidade Santa. 

Com cânticos, devoções e ramos nas mãos, saudamos o Cordeiro de Deus e gritamos: Salva-nos (Hosana). 

Dentro da igreja a meditação da palavra nos leva a contemplar o calvário. Ele é visto à distância. Estamos no domingo olhando para a sexta-feira da Paixão. Mas podemos ouvir os sons dos pregos, os gritos dos transeuntes e o barulho dos metais dos soldados (espadas, lanças, facas). 

Os cânticos e orações preparam o nosso espírito para uma caminhada de dor e restauração. Durante a segunda-feira santa até a quarta-feira santa vemos Jesus entre Betânia e Jerusalém. Em Betânia existem gestos contemplativos e adoração. Em Jerusalém são as palavras do pedagogo Jesus, sentando em uma mureta do Templo (templo velho e cansado pela religião) que orienta seus discípulos e ouvintes para realidades distantes e presentes ao mesmo tempo. São os seus sermões escatológicos que nos provocam. Constantemente faz uma pausa após falar: Vigiai.

Na quarta-feira lembramos Judas vendendo a sua salvação por 30 moedas de prata. Como apóstolos era um “primogênito” entre os seguidores de Cristo, mas vendeu a sua primogenitura por um prato de trinta moedas de prata (lentilhas). 

Sua conversa com os sacerdotes revela seus anos de indecisão, covardia e contradição. Nunca conseguiu viver a vocação. Viveu tentando disfarçar com maquiagem religiosa o que nunca conseguiu ser. Tentou ser um discípulo e não conseguiu ser apóstolo, pois fugiu da imagem da cruz. 

Na quinta-feira iremos com Jesus até o Cenáculo. Lugar preparado para a Páscoa Judaica, a grande tradição religiosa do Senhor. Lava os pés dos discípulos, toma a Páscoa e celebra a primeira Eucaristia (Santa Ceia). Vai ao Jardim das Oliveiras para orar e é preso por Judas e os soldados do Templo. Os “homens do Templo” vieram lhe prender.

Na quinta-feira santa tem início a nossa santa caminhada chamada Tríduo Pascal. A Igreja está em oração, canta e toma a Santa Ceia. 

Na sexta acompanhamos o julgamento de Jesus e sua condenação, sua via dolorosa e sua morte. A igreja se reúne às 15 horas para chorar e orar com o Senhor em agradecimento a sua Paixão que nos salvou do poder do pecado. 

O sábado é um silêncio de oração e contemplação e a noite é a grande celebração da vida. 

O Sábado de Aleluia é um grito de festa pela vida de Cristo em nossa vida. Ressuscitamos com o Senhor para uma nova vida de paz e justiça. Gritaremos: “Jesus ressuscitou! Ele ressuscitou realmente!

Toda esta alegria da ressurreição permanecerá no domingo pela manhã com o coral louvando o Senhor e a mocidade a noite encenando o Caminho de Emaús.

Temos agora poucos dias para nos preparar para esta grande semana. No próximo domingo começa nossa caminhada de fé e seremos transformados pela Graça do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. 

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.