IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Pentecostes
Rio, 23/5/2015
 

Dia de Pentecostes e a Obra do Espírito Santo nos Sermões de John Wesley

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Cinquenta dias após a Páscoa, o Senhor enviou o Espírito Santo sobre a Igreja. Os discípulos foram batizados com fogo (Atos 1.1-8) e receberam poder para fazer discípulos.

Este dia é comemorado com muita festa pelas igrejas cristãs. É o dia da inauguração da comunidade dos discípulos. Com a força do Espírito Santo a igreja conseguiu cumprir a missão.

 Principalmente em Jerusalém esta celebração é revestida de muita alegria e significado. Em alguns países europeus, na segunda-feira, é feriado por causa do Pentecostes. 

Exatamente no dia da festa judaica que recorda Deus dando a Lei em Pedras no Monte Sinai, Deus enviou seu Espírito Santo e escreveu a Lei em nosso coração.

Cremos no Pentecostes e na atuação sempre presente do Espírito Santo. Somos uma igreja do Espírito Santo. 

Neste texto gostaria de reler as explicações de John Wesley sobre a pessoa e obra do Espírito Santo. 

Sobre a obra do Espírito Santo Wesley escreveu: 

“Creio no Espírito infinito e eterno de Deus, igual ao Pai e ao Filho, não somente perfeito em si mesmo, mas sendo a causa de toda a nossa perfeição. Aquele que ilumina o nosso entendimento, retifica a nossa vontade e afeições, renova a nossa natureza, une a nossa pessoa com Cristo, dá-nos a certeza da nossa adoção como filhos, guia-nos em nossas ações, purifica e santifica a nossa alma e nosso corpo para gozo completo e eterno de Deus” .

O trabalho do Espírito Santo é guiar em toda a verdade: 

“Não pode haver ponto de maior importância para ele que sabia que é o Espírito Santo que nos guia em toda verdade e santidade do que considerar com que sentimento da alma nos certificamos da sua divina presença de maneira que não o afastemos de nós nem o desapontemos nos seus objetivos graciosos que constituem a finalidade da sua habitação conosco, o qual não é diversão para nosso entendimento, mas conversão e completa santificação do nosso coração e da nossa vida. Estas palavras do Apóstolo contêm uma exortação muito séria e afetiva neste sentido: "Não aborreçais o Santo Espírito de Deus no qual estais selados para o dia da redenção". O título "santo" aplicado ao Espírito de Deus não só indica que Ele é santo em sua própria natureza, mas que também nos torna santos; que Ele é a grande fonte de santidade para a sua Igreja; o Espírito de quem fluem toda a graça e toda virtude pelas quais as manchas da culpa são lavadas, e somos renovados em todas as disposições santas, e de novo trazemos a imagem de nosso Criador. Muita razão tinha, pois, o Apóstolo ao fazer aquela grave exortação, e temos a mais alta obrigação de prestar-lhe a mais profunda atenção” .

O ser humano só consegue crer em Jesus mediante a operação do Espírito Santo.

“Portanto, todo o homem para crer para salvação, precisa receber o Espírito Santo. É isto essencialmente necessário a todo cristão, não para que opere milagres, mas para fé, paz, alegria e amor - os frutos comuns do Espírito. Embora nenhum homem na terra possa explicar o modo particular pelo qual o Espírito de Deus opera em nossa alma, contudo todo aquele que tiver estes frutos sabe e sente que Deus operou-os em seu coração. Às vezes Ele age mais particularmente na mente, abrindo-a ou iluminando-a, como dizem as Escrituras, revelando-nos "as profundas coisas de Deus". Às vezes age na vontade e nas afeições dos homens, afastando-os do mal, inclinando-os para o bem, inspirando-lhes bons pensamentos (soprando-lhes como dizem as Escrituras). Deste modo tem sido usada frequentemente a metáfora fácil e natural, estritamente análoga ao ruah (o hebraico), pneuma (o grego), espírito e também as palavras usadas nas línguas mais modernas para indicar a terceira pessoa da bendita Trindade. No entanto, não importa o modo pelo qual isto seja expresso, a verdade é que toda verdadeira fé e toda a obra da salvação, todo bom pensamento, toda boa obra, vem pela operação do Espírito de Deus .

Toda nossa fé cristã vem por obra do Espírito Santo. Sem a terceira pessoa da Trindade não seria possível crer em Deus. Celebramos o Dia de Pentecostes glorificando ao Senhor por Sua obra de Salvação, Graça e Poder. “Vem Espírito Santo”. 

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.