IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 13/6/2015
 

A sabedoria da loucura e o poder da fraqueza de Deus

Pr. Edmar Leonardo da Silva


 

( l Co 1: 17-29 )

Corinto era uma cidade grega e a igreja ali estabelecida estava ligada a cultura helênica. Os gregos eram conhecidos por sua cultura e filosofia. Era um povo acostumado a debates sobre tudo. Estava havendo uma divisão na igreja com respeito às preferencias da liderança ( v.12).  Diante do debate sobre essa liderança, é que o apóstolo investe tempo para lhes escrever. Quero discorrer, neste breve artigo, sobre o discurso de Paulo com os coríntios. 

Paulo afirma que a mensagem da cruz é loucura para os que não creem. Para estes, não seria possível alguém que morreu de forma humilhante na cruz, ter o poder de salvar a humanidade. Um símbolo de maldição não poderia ser um símbolo da libertação. Segundo o profeta Isaias (Is. 55, 8-9) Os pensamentos do nosso Deus são mais altos do que os nossos. A sabedoria de Deus é muito mais elevada que a nossa. Deus usa as coisas loucas para confundir as sábias.

A mensagem da cruz deveria ser compreendida principalmente pelos judeus que tinham as Escrituras Sagradas como referencial de vida e fé. No versículo 20, Paulo questiona a sabedoria dos sábios e dos escribas, que viviam sempre em contato com a Lei e as Escrituras. Contudo, recusaram a Jesus. O profeta Isaias, também profetizou a respeito do sacrifício de Jesus (Isaias 53), porém, Ele foi rejeitado e crucificado pelos religiosos da época. Aqueles que mais “conheciam” as escrituras e as profecias, não reconhecerem que Jesus era o Messias. Eram considerados sábios, mas foram confundidos com sua própria sabedoria (v. 27-28), não conseguindo identificar a maior profecia feita desde Gênesis. Não tiveram discernimento espiritual.

E quanto a nós? Quantas vezes não nos assemelhamos aos contemporâneos de Paulo? Por não entendermos as ações de Deus, queremos sinais como os judeus, ou, como os gregos, tentamos entender Deus de forma lógica. O sacrifício de Jesus na cruz não tem lógica, pois não existe lógica humana em alguém deixar seu trono para morrer por um povo pecador. Através desta loucura Deus decidiu salvar o mundo. Muitas pessoas não entendem a mensagem da cruz, ou o porquê do sacrifício de Jesus. Essa loucura foi feita, para a nossa salvação. 

Jesus morreu numa cruz de forma humilhante, mas ressuscitou (tragada foi a morte pela vitória -I Co. 15: 54) e está assentado à destra de Deus, num trono de glória. Todos quantos aceitam esta mensagem têm a vida eterna. 

Vamos continuar passando adiante essa “loucura”, não importando o que irão achar disso, pois “é poder de Deus e sabedoria de Deus” (v. 25)

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.