IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 1/11/2015
 

Uma Reforma em Minha Vida

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Alguns escritores têm falado da necessidade de uma nova reforma. Ou até mesmo trabalhado o tema da Igreja Reformada sempre se reformando. Apontam os erros e os abusos do movimento evangélico e criticam várias iniciativas.

Pensar em Reforma Protestante no século XVI é interessante. Ao mesmo tempo em que foi muito difícil, foi aparentemente fácil. É um absurdo falar assim. Mas entenda bem: A Igreja do século XV na Europa era uma só. Só existia uma religião oficial em todos os países. Qualquer movimento religioso é crime contra o Estado. No Oriente prevalece a Igreja Ortodoxa, mas no Ocidente a Igreja é Romana. 

Quando os teólogos pensaram em Reforma, olhavam para dentro de uma única denominação: Igreja Católica Apostólica Romana. Todas as propostas de mudança estavam voltadas para esta igreja. Era um esforço para fazer o cristianismo, representado por uma única igreja, voltar aos princípios bíblicos entendidos pelos primeiros protestantes.

Os teólogos trabalharam contra as doutrinas da Igreja Romana e depois trabalharam contra si mesmos. As discursões entre os protestantes não teve fim. Foi como o movimento de uma pedra em um lago; os círculos foram crescendo e se expandido. Até hoje a briga não está resolvida. O que conseguiram Reformar de fato?

Na atualidade, uma Reforma é absurdamente impossível. Desejamos Reformar a Igreja Evangélica do Rio de Janeiro? Ou as Igrejas Tradicionais? As pentecostais? Cada um vive e crê como quer. Não existe mais a dominação religiosa católica medieval que estava na cabeça dos Reformadores. Todos pensavam a partir de modelos medievais, apesar das novas descobertas e aberturas. 

Hoje tudo é diferente. Temos a liberdade religiosa. Não temos uma igreja romana. Temos milhares de religiões. As religiões se misturaram e o que vemos é um caldeirão de sincretismo. Cada religião tem um pouco da outra. Uma denominação chamada de evangélica pode desenvolver doutrinas espíritas. Uma igreja protestante pode se passar por católica. Um grupo pentecostal pode ser parecido com judeus. Nas liturgias carregam-se a Arca da Aliança, Sacrários, Bíblias, incensos, velas, Cruz e Chama, etc. A liberdade religiosa permite que cada pessoa siga sua crença como deseja. Cada grupo se expressa como quer e usa o nome que quer. Como Reformar hoje?Reformar o que? Quem?  

Diante de tanta confusão, prefiro crer em uma Reforma Interior. Os princípios da Reforma são necessários em minha experiência com Deus.

Como metodista, tenho cavado na Espiritualidade dos Primeiros Metodistas. Como protestantes, tenho relido as teses dos protestantes. Mas também tenho aprendido com Francisco de Assis, Benedito de Núrsia e tantos outros.

Desejo viver uma Reforma em minha vida. Olho para Cristo e quero ser mais parecido com o Senhor. Amar é a principal comunicação, é o diálogo aceito por Deus.

Em Marcos 12.28-34, um escriba pergunta a Jesus qual o principal dos mandamentos. O Senhor cita Deuteronômio 6.4,5 (conhecido como Shemá Israel) e Levítico 19.18. Ele diz: “O principal é: Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! (Dt 6.4). Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força (Dt 6.5). O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes (Lv 19.18)”. 

Entendo que uma Reforma hoje não passará pela instituição. Passará por vidas que queiram olhar para Jesus e viver o principal mandamento que Ele nos ensinou. Esta parte do Evangelho é o nosso Shemá. Que eu possa viver com um coração reformado para testemunhar a Graça do Senhor Jesus e possa dizer como os protestantes: Sola scriptura (Somente a Escritura), Sola gratia (Somente a Graça ou Salvação Somente pela Graça), Sola fide (Somente a Fé ou Salvação Somente pela Fé), Solus Christus (Somente Cristo) e Soli Deo gloria (Glória somente a Deus).

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.