IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 14/11/2015
 

A Influência do Judaísmo na Igreja Cristã: Parte VI - Cristãos judeus

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Existem Judeus Cristãos (que se converteram ao cristianismo e perderam suas tradições judaicas); Judeus Messiânicos (Judeus que aceitaram Jesus como Messias e permanecem nas tradições judaicas como o primeiro ramo da igreja primitiva) e Cristãos Judeus (que são gentios e conservam as tradições judaicas).

Desejo falar deste último grupo. Dentro da liberdade religiosa, se organizam como evangélicos de tradição protestante. Alguns grupos nasceram com o trabalho do movimento celular chamado G 12. Outros grupos se autodenominaram congregações judaicas.

Geralmente estas igrejas conservam a bandeira de Israel, os homens usam Kipá sobre a cabeça, guardam o sábado em solenidade judaica. Fazem algumas orações em hebraico, guardam as festas judaicas, cânticos e usam diversos símbolos da cultura e tradição judaicas.

Estas igrejas não reconhecem o calendário cristão com as festas do Advento, Natal, Epifania, Batismo do Senhor, Quaresma, Semana Santa, Páscoa Cristã e pentecostes cristão. No lugar destas festas celebram a Páscoa Judaica, a festa dos tabernáculos, pentecostes judaicos, o jejum do yom kippur, etc.

Não conservam símbolos cristãos em seus altares, como a cruz, mas apenas símbolos judaicos como menorah, shofar, estrela de Davi, velas e cálices do Shabat.

Nos louvores a preferência está nos cânticos dos Salmos e de textos do Antigo Testamento.

Alguns grupos se intitulam o verdadeiro Israel de Deus e menosprezam as datas cristãs chamando-as de pagãs. Recorrem à várias citações da história para tentar provar a paganização de todas as festas cristãs e seus símbolos.

Estes grupos são diferentes dos neo-pentecostais que usam símbolos judaicos para dar um colorido na liturgia com vista a campanhas financeiras e outras atrações. Algumas igrejas constroem réplicas da Arca da Aliança, das tábuas da lei, do menorah e até mesmo do tabernáculo.

Esta tendência também tem alcançado algumas igrejas metodistas. As liturgias são confeccionadas com alguns elementos judaicos. A intenção é um retorno à espiritualidade que seja diferente da tradição cristã principalmente quando se refere a tradições que remetem a Igreja Católica Apostólica Romana. 

Cristãos judeus são cristãos que entendem que celebrar as festas e tradições judaicas trazem maior espiritualidade e originalidade ao movimento cristão, uma vez que o berço da igreja é o judaísmo. Entendem também que todas as celebrações da liturgia cristã têm origem no paganismo. Negar a liturgia cristã significa negar o catolicismo e as decisões da tradição que fez a igreja sair do primeiro caminho.

Penso que, guardadas as tradições judaicas, estes movimentos modernos incorrem no erro de voltar ao que Paulo tanto lutou para libertar a igreja gentílica (leia a epístola de Paulo aos Gálatas). 

Foi sobre isto que Paulo escreveu aos Colossenses:

“Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo.

Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus. Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne (Colossenses 2:16-23).

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.