IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 23/4/2016
 

O Vento do Espírito sobre os Judeus

Pr. Edson Cortasio Sardinha


 

Estamos no quinto domingo da Páscoa. Esta caminhada litúrgica pascal nos prepara para o Dia de Pentecostes. O Espírito Santo veio sobre os apóstolos e levou homens e mulheres a conversão. Deus, através do Espírito Santo, continua salvando homens e mulheres de todas as nações. 

O Vento do Espírito sopra onde quer. João 3.8 diz: “O vento sopra onde quer, você escuta o seu som, mas não sabe de onde vem, nem para onde vai; assim ocorre com todos os nascidos do Espírito”.

Assisti no dia 18 de abril de 2016, última segunda-feira, o testemunho de BENJAMIN BERGER na igreja de uns amigos. Foi a primeira vez que Benjamim veio ao Brasil. Veio por intermédio do trabalho da Irmã Ádola (Irmandade Evangélica de Maria). 

Benjamin lidera a congregação “Kehilat ha’Se al Har Zion” (A Congregação do Cordeiro no Monte Sião). A congregação foi fundada por Michael Solomon Alexander e está localizada no Portão de Jaffa, dentro da Cidade Velha, onde judeus, árabes e cristãos congregam juntos.

Benjamin Berger é filho de judeus ortodoxos que imigraram da Europa para Nova Iorque depois de perderem muitos outros membros da família em Auschwitz.

Benjamin tornou-se um arquiteto, vivendo e trabalhando nos EUA e, posteriormente, na Dinamarca.

Ele deixou a prática do judaísmo ortodoxo, mas isso não resolveu suas muitas perguntas sobre o sentido da vida e o significado de ser judeu. Após um período de estudo espiritual e procura, ele veio a conhecer o Deus de seus pais, e na sequência pode reconhecer Yeshua (Jesus) como o Messias de Israel.

Ninguém o evangelizou. Ele reconheceu Jesus de forma sobrenatural. O Espírito Santo colocou em seu coração um amor por Jesus. Soprou sobre ele. Naquele dia ele afirmou no coração duas coisas: Jesus é o messias e o verdadeiro Deus. Sua vida foi transformada.

O irmão de Benjamin, que se chama Reuven, também veio a conhecer Jesus como Senhor e Salvador, o Messias prometido (Yeshua), e os dois irmãos se mudaram para Israel em 1971.

Hoje Benjamin e Reuven lideram  “Kehilat ha’she al Har Zion” (A Congregação do Cordeiro no Monte Sião).

A congregação se reúne na Christ Church Jerusalém (fundada em 1849), que foi criada pelo rabino messiânico Michael Solomon Alexander.

Mais de 100 anos depois, o ministro anglicano Alfred Sawyer convidou os irmãos Berger para começar uma congregação judaica messiânica no mesmo lugar.

A congregação, localizada no Portão de Jaffa, na Cidade Velha, é um edifício gótico simples, que, no interior, é mais semelhante a uma sinagoga aonde judeus, árabes e cristãos gentios vêm adorar a Deus no nome de Jesus, juntos, em hebraico.

Na terça-feira pela manhã a irmã Ádola me solicitou um favor e tive a oportunidade de passar três horas com Benjamim. Com a irmã Ádola interpretando, pude fazer muitas perguntas sobre o cristianismo entre os judeus.

Ele me disse que existem muitos judeus ortodoxos que reconhecem Jesus como Messias, mas permanecem vivendo como judeus ortodoxos por causa de suas famílias e com medo da perseguição religiosa. 

Em sua congregação reúnem-se 180 judeus (adultos, jovens e crianças) adorando a Deus em Cristo Jesus, todos os sábados (das 10às 13 horas). 

Em Israel existem mais de cem congregações de judeus que aceitaram Jesus como Senhor e Salvador. São chamados de judeus messiânicos. Infelizmente são discriminados pelos outros judeus e até mesmo pelo Governo de Israel. Por exemplo, se um judeu pede autorização para morar em Israel e o governo descobre que ele acredita em Jesus, como Messias, a cidadania judaica é negada. Ele pode ser ateu, menos cristão.

Apesar de toda a discriminação e dificuldade, os judeus do mundo inteiro têm tido a graça de receber o sopro do Espírito Santo. Na década de 80, judeus etíopes voltaram para Israel e muitos eram convertidos a Jesus. Assim também na década de 90 com os judeus russos. Hoje em Israel tem igrejas de judeus messiânicos etíopes e russos. 

O Vento do Espírito tem soprado sobre o mundo salvando gentios e judeus. Glória a Deus!  

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.