IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 29/9/2017
 

O testemunho de Pedro e João e a Igreja hoje

Pr. Lúcio de Sant Anna Ferreira


 

O texto da Atos dos Apóstolos 4.5-22: "Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus." Atos, capítulo 4.1,2: "Falavam eles ainda ao povo quando sobrevieram os sacerdotes, o capitão do templo e os saduceus, ressentidos por ensinarem eles ao povoe anunciarem ...", é o resultado dos acontecimentos citados no capítulo 3. Eles deram origem ao julgamento de Pedro e João. A igreja estava vivendo o evangelho com toda intensidade a partir do evento ocorrido na Festa do Pentecostes.

          A Igreja caminhando na contra-mão do poder estabelecido pelos sacerdotes e autoridades judaicas. At 4.5-7: "No dia seguinte, reuniram-se em Jerusalém as autoridades, os anciãos e os escribas com o sumo sacerdote Anás, Caifás, João, Alexandre e todos os que eram da linhagem do sumo sacerdote e pondo-os perante eles, os arguiram..." Quando a Igreja está na direção e cheia do Espírito Santo, ela confronta os valores da sociedade e anuncia profeticamente a Palavra de Deus. Como consequência será perseguida e rejeitada pelos poderes estabelecidos neste mundo. Para nós parece ser melhor deixar tudo como está. Não queremos nos arriscar lutando contra essas forças impositivas da pós-modernidade. É melhor ser "politicamente correto". Lembrem-se das palavras de Jesus, Mt 10.17,18: "E acautelai-vos dos homens; porque vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas; por minha causa sereis levados à presença de governadores e reis, para lhes servirdes de testemunho,a eles e aos gentios."

          Nos dias de hoje, o que vemos em todo lado a é luta pelo poder temporal. Há quem faça qualquer coisa para alcançar o poder. A operação Lava-Jato, tem mostrado isto. Homens que em nome do sucesso sem limites e sem ética, prejudicam inocentes e matariam a população se necessário fosse. Agora, estão expostos à nação, apontados por todos os brasileiros e a justiça como ladrões da nação e do povo. Passando pelo vexame das acusações das denúncias investigadas pela Polícia Federal e o juízo das condenações e prisões. Como ficam as famílias dessas pessoas e os filhos? Todos nós estamos estarrecidos diante de tantos escândalos. Que Deus livre a nossa família e a Igreja desta humilhação vexatória. Antes a perseguição por Cristo a ter que passar por esta vergonha publicamente.

          No texto motivador desta reflexão, os sacerdotes, anciãos e escribas se sentiam ameaçados por Pedro, João e o crescimento dos cristãos. Havia alegria nos discípulos, eles pregavam com autoridade e poder de Deus, dispostos a povoar os céus de pessoas salvas e libertas em Cristo. Esta mensagem não faz ninguém rico nos padrões humanos. Mas apresenta um tesouro incomparável no céu, bem como o poder da autoridade e vitórias em nome de Jesus.

          É notadamente marcante a diferença entre Pedro cheio de arrogância judaizante e o Pedro cheio do Espírito Santo, o qual Deus usa com poder e autoridade em nome de Jesus. Curando coxos, arrebatando as multidões para Deus, onde oito mil se convertem em dois sermões, At 2.41: "Então, os que lhe aceitaram a palavra foram batizados, havendo um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas" e At 4.4: "... dos que ouviram a palavra a aceitaram, subindo o número de homens a quase cinco mil". Não podemos esquecer: Só o poder de Deus poderá mudar o nosso ser e transformar a nossa vida e nos livrar do poder das trevas. É tempo de dar liberdade ao Espírito Santo para que Ele nos encha do seu poder para fazermos a diferença neste mundo mergulhado na desobediência a Deus e enraizado no pecado. É tempo de oração e consagração das nossas vidas para que o nosso testemunho faça diferença e aponte para a verdade que é Cristo. Esta é a missão da Igreja. 

          Não somos nós, mas só o Espírito Santo é capaz de fazer você ter êxito no anúncio do Evangelho. Não será pela força, ou pela persuasão das palavras que possamos expressar. É o Espírito Santo que faz esta obra de convencimento e transformação, "...tomai conhecimento, vós todos ...de que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno,...é que este está curado..." (At 4.10).  Cabe a cada um de nó s ser  um  instrumento  em  suas mãos. Ele pode salvar o pecador constrangendo as pessoas do seu afastamento de Deus. Só Ele pode salvar as pessoas do pecado e levá-los a aceitar Jesus como seu Senhor e Salvador. Só o Espírito Santo fará isso! A obra do Espírito Santo sempre será proporcional ao desejo que temos do agir de Deus em nossas famílias, na igreja e no mundo.

          A presença da Igreja no mundo deve ser marcada por sinais de serviço ao próximo, não falo de assistencialismo. Acabamos na maioria das vezes praticando ações assistencialistas que dão o pão, mas não transformam a alma. O papel da igreja deve ser o de anunciar a salvação que só pode ser oferecida através de Jesus Cristo. A Igreja é como um hospital, a oração pelos enfermos, e oprimidos e a proclamação do sacrifício salvífico de Cristo, salvará a sua alma e curará o enfermo, "... e nenhum necessitado havia entre eles..." At 4.34. A dimensão social da santidade, que tanto Wesley proclamou sempre passou pelo viés da salvação. Caso contrário estaremos fazendo esta obra pela metade.

          A evidência do poder de Deus torna-se inquestionável e faz a grande diferença na vida da Igreja. Não podemos esquecerque nossa luta não é contra pessoas ou instituições, a nossa luta principal deve ser contra os principados e demônios que se instalam com objetivo de destruir a criação de Deus. São eles que impedem as pessoas de ouvirem a mensagem do evangelho, tapando os seus ouvidos e desviando seus pensamentos para outros fins. Somente pelo poder de Deus, através de uma vida consagrada, em santidade, os demônios bateram em retirada da vida das pessoas. Mais uma vez afirmo, há poder no nome de Jesus. Ele salva, cura e liberta o pecador. Não há outro.  "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos." At 4.12. Torna-se urgente que a Igreja do Senhor retome a sua vocação missionária, caso contrário correrá o risco de entrar em decadência influenciada pela secularização. É urgente olhar para o futuro e preparar o solo para as gerações que irão nos substituir.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.