IGREJA METODISTA DE VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 3/12/2017
 

A voz de Deus e os inimigos da esperança

Pr. Lúcio de Sant Anna Ferreira


 

Existem inúmeros tipos de vozes que falam constantemente ao nosso coração. Nem sempre de forma audível e favorável aos nossos anseios e objetivos. Às vezes também ouvimos algumas vozes por meio de nossos sentidos e emoções que atuam em nosso intelecto e consequentemente em nossas decisões. Neemias ao voltar do cativeiro da Babilônia, enfrentou diversos inimigos que se levantaram contra ele e o povo. As circunstâncias eram as piores possíveis, Ne 1.1-4 e 2.1. Ao perguntar pelos irmãos remanescentes que escaparam o exílio, recebeu notícias muito ruins, "Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio e se acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas." A própria visão que temos daquilo que acontece com as outras pessoas muitas vezes nos encorajam ou desanimam. Uma coisa é certa: Nós fomos chamados para ouvir a voz de Deus e entender os propósitos de Deus para a nossa vida.

          Deus tem a sua própria voz e esta se manifesta a nós por meio da Palavra Profética que recebemos. Esta voz que vem de Deus tem uma característica: Is 55.10-11"Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei." Apesar de tantos inimigos que nos confundem com as suas vozes, Deus tem um propósito para você.          

          A pergunta que nos persegue é: Quais são às vozes que se opõem às bençãos de Deus em nossas vidas? Neemias havia recebido de Deus uma visão e um sonho: Reconstruir Jerusalém. Mas ele se deparou com diversas vozes de que aquilo seria uma grande loucura: A sua própria situação como escravo do rei da Pérsia era uma limitação que não permitia ter sonhos maiores; as oposições espirituais encontradas em Jerusalém, por patrícios que se levantaram com inveja dos seus propósitos; desânimo e conformismo com a situação que o povo se encontrava, inclusive pelos seus companheiros; e oposições espirituais que não contribuíam para o povo olhar para o alto com fé e crer num Deus que tudo pode.

          Eu creio que Deus tem preparado o melhor para todos aqueles que nele confiam. Deus quer nos dar o melhor de nossas vidas. Para isso nós identificamos e denunciamos todas as vozes que vêm para nos fazer desistir, nos abater e nos desencorajar. Hoje é o dia de desprezarmos as vozes contrárias, de ouvirmos a voz de Deus e sermos poderosamente encorajados por ela! Afinal quais são as vozes contrárias? 

Primeira voz contrária. A voz dos que só se lamentam e que, assim, nos fazem também lamentar, ao invés de lutar Ne 1.1-4, 2.1 "...Tendo eu ouvindo estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias, e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.

Neemias recebeu em seu coração a visão de Deus em relação à Jerusalém, porém sua condição no momento estava ali para lhe dizer que ele não poderia fazer nada, apesar de querer fazer:

Um escravo não poderia querer compartilhar sua dor pessoal com sei rei – mas Neemias o fez em ocasião oportuna; um escravo não poderia fazer planos sobre empreender alguma coisa, pois seu desejo é para o seu senhor. Mas, Neemias orou a Deus e fez planos para o seu povo; um escravo não tira férias de sua função de escravo. Porém Neemias recebeu aval de seu rei para viajar e ficou muito além do que fora estabelecido. Ne 2.6 "Então, o rei, estando a rainha assentada junto dele, me disse: Quanto durará a tua ausência? Quando voltarás? Aprouve ao rei me enviar, e marquei certo prazo." Quantas vezes você já se viu nessa situação? “Eu quero realizar, ver uma mudança, mas os meus recursos, o meu dinheiro, o meu tempo, os meus amigos, a minha família...” ou então:

“Eu quero crer, mas tudo está dizendo o contrário.”

É preciso desprezar as vozes contrárias para ouvir aquilo que Deus falou ou fala em teu espírito! Is 43.13 “Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem impedirá?” 

Segunda voz contrária. A voz dos conformados com a destruição que pode nos influenciar de forma negativa. Quando insistem em nos dizer que as coisas são assim mesmo, Ne 1.12, 17, 18. Quando Neemias declara esta palavra ao povo, na verdade eles já estavam vivendo naquelas condições há mais de 50 anos sem reação. Já haviam se conformado e havia o sentimento comum que dizia: “As coisas são assim mesmo, isso aqui não vai mudar nunca, tem coisas que precisamos aceitar. É comum ouvir alguém dizer os brasileiros não tem jeito, é um povo preguiçoso e corrupto.  Eu digo para você: não ouça esta voz. É do diabo, que tem como objetivo nos tirar do centro dos propósitos de Deus para a nossa vida. Neemias sabia: ele não havia recebido uma direção de Deus para ir à Jerusalém e nada acontecer. A palavra profética e a visão dos sonhos e de edificação que o Senhor nos trouxe para este ano não vão cair por terra, mas Deus fará uma grande revolução em nossas vidas! Isaias 41.13-14 "Porque eu, o Senhor, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo..." 

Terceira voz contrária. A voz dos invejosos e intriguentos que são usados pelo diabo para nos desencorajar, Neemias 2.19-20: "Porém Sambalate, o horomita, e Tobias, o servo Amonita, e Gesém, o arábio, quando o souberam, zombaram de nós, e nos desprezaram, e disseram. Que é isso que fazeis? Quereis vos rebelar contra o rei? Então vos respondi: o Deus dos céus é que nos dará bom êxito; nós, seus servos, nos disporemos e reedificaremos; vós, todavia, não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém."  A inveja daqueles três tinha por detrás a influência dos demônios que os dominava: Um deles era horomita, o outro arábio dos descendentes de Ismael e o terceiro amonita. Os amonitas e os moabitas eram irmãos, filhos da mesma abominação cometida entre Ló e suas filhas.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.