IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 8/6/2019
 

“ESTES HOMENS NÃO ESTÃO EMBRIAGADOS” (Atos 2: 1-41)

Pr. Edmar Leonardo da Silva


 

Hoje é o Domingo de Pentecostes. Nesta data nos lembramos da promessa feita pelo profeta Joel: “E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias”. (Jl 2: 28-29), e que se cumpre aqui em Atos dos Apóstolos, no capitulo 2, no dia da festa judaica do Pentecostes.

Após a ascensão de Jesus os apóstolos voltaram para Jerusalém e se reuniam para oração no cenáculo, onde se encontrava Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele. Eles permaneciam unanimes em oração (Cf. At 1: 12-14). O próprio Jesus lhes havia recomendado que eles não deveriam se ausentar de Jerusalém, pois dentro de poucos dias seriam batizados com o Espirito Santo (At 1: 4-5). Nesse lugar de oração, reunidos em uma assembleia de cerca de 120 pessoas, eles escolheram Matias para completar o colégio apostólico no lugar de Judas Iscariotes, que traíra Jesus e morreria logo em seguida. 

No Dia de Pentecostes eles estavam reunidos novamente para a oração no cenáculo, quando vem do céu um som, como de um vento impetuoso que enche toda a casa onde estão assentados (At 2:2). Nota-se que toda a casa ficou cheia daquele vento. Em seguida aparecem distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e estas pousam sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espirito Santo e passaram a falar em outras línguas, conforme o Espirito lhes permitia. Veja que todos puderam receber aquela dádiva de Deus. Também, todos ficaram cheios do Espirito Santo. Algo extraordinário acontece aqui: A casa está cheia, as línguas estão entre eles e sobre eles, todos ficaram cheios do Espirito Santo. Percebe-se aqui, que há uma perfeita comunhão entre aquelas 120 almas presentes no cenáculo. Todos foram visitados por Deus e inundados com aquela experiência de forma sobrenatural.

A experiência daqueles irmãos foi tão intensa que o mover de Deus no cenáculo foi percebido por aqueles que estavam de fora. Habitavam em Jerusalém judeus piedosos, que moraram por algum tempo, em outros países onde também, aprenderam novas línguas. Eles ficaram admirados porque eles ouviram os irmãos do cenáculo falarem em suas próprias línguas, sendo que estes eram galileus simples. Havia ali gente de muitas nações. Vieram da Pártia, da Média, do Elão e Mesopotâmia. Havia também gente da Judéia, da Capadócia, do Ponto e Ásia, da Frígia, da Panfília, do Egito, da Líbia, de Cirene, de Roma, de Creta e da Arábia. Eles ficaram espantados com a mensagem de Deus sendo falada em suas próprias línguas. Outros, porém, acharam que estavam embriagados, pois era um alvoroço às 9 horas da manhã (terceira hora do dia). 

Diante de toda aquela perplexidade o apóstolo Pedro toma a palavra e passa a explicar o que está de fato acontecendo: “Estes homens não estão embriagados... Mas o que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel” (At 2: 16-21). É o cumprimento da promessa de Deus.

O discurso de Pedro foi tão intenso que cerca de 3 mil  pessoas aceitaram a fé e foram batizadas.  

A nova comunidade vivia em comunhão, estavam sempre juntos, no templo e nas casas. Tinham tudo em comum. Viviam em uma verdadeira fraternidade. Era uma referencia para a sociedade. Com isso, o Senhor os abençoava e crescia dia após dia o numero de pessoas iam sendo salvas ( At 2: 14-47)

Pentecostes é mover de Deus no meio de seu povo. Permitamo-nos esta visitação.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.