IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902


Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 12/10/2019
 

Não foram dez os curados? (Lucas 17: 11-19)

Pr. Edmar Leonardo da Silva


 

O texto de hoje nos dá um robusto exemplo de um “coração agradecido” A gratidão é um exercício salutar e ao mesmo tempo um testemunho de reconhecimento e de humildade. Aqui, no Evangelho de Lucas, Jesus nos ensina a sermos gratos e ao mesmo tempo humildes quando recebemos benesses de qualquer pessoa, principalmente de nosso Deus. 

Na exposição do acontecimento nós observamos que todos os 10 leprosos reconheceram a sua miséria, tiveram coragem de aproximar-se de Jesus para suplicarem compaixão, obedeceram à Sua ordem quando lhes mandou “apresentar-se aos sacerdotes”. No entanto, somente um deles foi humilde a ponto de voltar para agradecer a Jesus pela sua cura. Diante de tudo isso, nós precisamos entender que para nós não bastam somente o reconhecimento da nossa miséria e o ter consciência de que somos pecadores necessitados do perdão e da misericórdia de Deus, nem tampouco suplicar e confessar ao Senhor as nossas faltas e o nosso desejo de conversão. Também não é suficiente estar de prontidão para obedecer ao que o Senhor nos propõe. É importante, e se faz necessário, que também expressemos a nossa gratidão com gestos e atitudes concretas e não somente permanecendo com palavras ou intenções. 

Um coração agradecido é reconhecido por Deus. O leproso agradecido era um estrangeiro, isto é, não fazia parte do povo de Israel, mas mesmo assim foi mais autêntico do que os outros. Somente ele voltou, glorificando a Deus em voz alta a fim de agradecer pela sua cura. Atirou-se aos pés de Jesus com o rosto por terra e prostrou-se diante do Senhor numa atitude concreta de profunda humildade e reverência, reconhecendo N’Ele o Deus Poderoso. Por isso, O glorificou. 

Sua atitude de gratidão e reconhecimento não passou despercebida. Jesus elogiou o seu gesto e o exaltou, admirando-se dos outros nove leprosos que não haviam feito o mesmo. Isto significa dizer que aqueles que nem são considerados como parte do “povo de Deus” são acolhidos pela Sua misericórdia da mesma forma que o povo que se acha escolhido e entende que tem o seu lugar reservado no reino dos céus, no entanto não se inclina para agradecer a sua eleição.  

Se você fosse algum dos leprosos qual teria sido a sua atitude? – Você teria seguido para apresentar-se ao sacerdote? – Você teria depois voltado para dar glória a Deus, com gratidão? – Como você costuma agir no seu dia a dia? Você é uma pessoa agradecida?

Que possamos nos preocupar como o salmista Davi que no Salmo 103 declara: 

Bendize, oh minha alma, ao Senhor e tudo que há em mim bendiga seu Santo nome; Bendize a minha alma ao Senhor e não esqueça de nenhum de seus benefícios

Que possamos aprender a sermos mais gratos ao Senhor. Como diz o Cântico “Conta as bênçãos, dize quantas são”.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.