IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 13/9/2020
 

“LAVRAI PARA VÓS OUTROS CAMPO NOVO E NÃO SEMEEIS ENTRE ESPINHOS” (Jr 4: 3)

Pr. Edmar Leonardo da Silva


 

Deus sempre está disposto a cuidar e abençoar o seu povo, Israel. Deus está chamando Israel ao arrependimento para que pudessem ser livres de um futuro tenebroso. O Senhor usa a imagem de um semeador no campo, para facilitar o entendimento do povo rebelde.

O semeador, em seu trabalho no campo, sabe que adquirir uma terra nunca antes cultivada é mais trabalhoso. É necessário arrancar o mato, depois arar a terra, afofar o solo e fertilizar para depois lançar a semente. Depois de fazer esse preparo a primeira vez, o trabalho de manutenção é muito mais fácil, embora ainda seja trabalhoso. Quando algum imprevisto acontece e o lavrador é obrigado a abandonar o campo onde trabalhou arduamente por anos para começar do zero a cultivar outro, ele sabe que muito esforço será necessário.

A Palavra de Deus compara o ciclo da desobediência e rebeldia de seu povo Israel, com o trabalho no campo. Entendemos que é mais fácil continuar trabalhando no mesmo campo, do que ter de ir adiante e começar tudo de novo. Semelhantemente, pode parecer ser mais fácil permanecer em desobediência e distante de Deus (descompromisso). Contudo, afastarse de Deus e de um compromisso com Ele e viver como se Ele não existisse, significa entrar em um ciclo de frieza espiritual e desinteresse pelas coisas de Deus.

Deus nunca desiste de nós. Ele sempre busca uma forma de nos mostrar o quanto somos importantes para Ele. Para um retorno à intimidade com Ele, uma mudança radical é necessária.

Essa mudança é comparada ao ato de abandonar um campo onde se trabalha por anos, para começar tudo do zero num novo terreno. Certamente dá muito trabalho. Da mesma forma em nossa vida, precisamos fazer a mesma coisa. É necessário arrancar o ‘mato’ do pecado, da idolatria, da imoralidade sexual, da avareza, da grosseria, da soberba, da incredulidade, etc... A lista é grande. Cada um sabe da sua lista. É necessário preparar o solo do coração com o arado da leitura da Palavra de Deus. É necessário fertilizar o coração com arrependimento, fé e confissão dos pecados. Finalmente, a semente da Palavra de Deus encontrará solo fértil para frutificar e dar o crescimento que Deus espera de cada um de nós. 

Que possamos largar o campo velho, ter coragem de deixá-lo para trás e começar tudo de novo, num campo novo. Deixemos a desobediência e o desejo de autonomia em relação a Deus para trás e semeemos em um solo preparado. Jamais semeemos entre os espinhos, pois eles sufocarão a nossa fé com a preocupação das coisas desse mundo: cuidados, riquezas e deleites da vida (Lucas 8.14).

Deus sempre tem o melhor para nós.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.