IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Reflexões
Rio, 13/11/2020
 

Jesus de Nazaré e João Batista (Lc Cap 1 e 2)

Pr. Edmar Leonardo da Silva


 

Jesus de Nazaré e João Batista têm histórias muito parecidas. Isto atestam os primeiros capítulos do Evangelho de Lucas (1 e 2). Ambos têm seus nascimentos e nomes anunciados pelo anjo Gabriel. O ministério deles também é muito parecido, como veremos a seguir.

Havia na Judéia um sacerdote chamado Zacarias, que era casado com Isabel, ambos justos e irrepreensíveis nos mandamentos e preceitos de Deus. Eram idosos e não tinham filhos devido à esterilidade de Isabel (Lc 1:5-7).

Durante o ofício no Templo, Zacarias recebe a visita do anjo Gabriel. Este lhe informa que suas orações foram ouvidas e que sua mulher dará a luz um filho. Anunciou que seu nome seria João, que ele seria grande diante de Deus, seria cheio do Espírito Santo, converteria muitos dos filhos de Israel a Deus, habilitaria para o Senhor um povo preparado. Isabel engravida e se alegra com a visitação do Senhor. João Batista nasce e Zacarias canta o cântico conhecido como Benedictus, em gratidão ao Senhor (Lc 1: 8-25, 57-80). João crescia e se fortalecia e a mão do Senhor estava sobre ele (Lc 1:66).

 No sexto mês da gravidez de Isabel, Maria também recebe a visita do anjo Gabriel. Este lhe saúda e lhe dá a notícia de que ela dará a luz um filho que se chamará Jesus. Diz que ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, receberá o trono de Davi, seu pai, e reinará em um reino que não terá fim. Para isso descerá sobre ela o Espírito santo e ela será envolvida pelo poder do Altíssimo. Maria informa ao anjo que é virgem e que homem algum a havia tocado. O anjo diz a ela que para Deus não há impossíveis, pois sua parenta Isabel, que era estéril, já está no sexto mês de gravidez, e que Maria, também seria visitada pelo Altíssimo. Ela então aceita e se coloca como serva do Senhor. A seguir ela vai visitar sua parenta Isabel nas montanhas de Judá, Quando ela entra na casa de Isabel e a saúda a criança no ventre de Isabel estremece ao ouvir sua voz. Isabel, que fica cheia do Espírito Santo e abençoa Maria, que como Zacarias, também canta ao Senhor.

O cântico de Maria é conhecido como Magnificat. Ela canta exaltando ao Senhor antes mesmo de dar a luz a Jesus (Lc 1: 26-56). Após o nascimento de Jesus, os anjos cantam entre os pastores no campo o cântico Glória a Deus nas Alturas - Gloria in Excelsis Deo, (Lc 2: 14).

Jesus, após ser circuncidado, foi apresentado no Templo e o piedoso Simeão também cantou ao Senhor ao ver Jesus. O cântico de Simeão é conhecido como Nunc Dimittis -“Deixa agora”, alusão a sua fala: “Agora Senhor, podes despedir em paz o teu servo.” (Lc 2: 29. Como João Batista, Jesus também crescia e se fortalecia com sabedoria, e a graça de Deus sobre ele.

Jesus e João Batista, cheios do Espirito e do poder de Deus, anunciavam o reino de Deus. João veio primeiro pelos desertos da Judéia pregando o arrependimento e confissão de pecados, seguidos do batismo. Ele veio preparar o caminho para Jesus. Ele tinha bem claro em sua mente, que ele era apenas parte de algo maior que Deus estava preparando. Ele disse: “Eu, na verdade, vos batizo com água, mas vem o que é mais poderoso do que eu... Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (vv. 16). Ele reconhece e honra a Jesus, que por sua ve z, também reconhece e honra a João: “Sim, que saíste a ver? Um profeta? Sim, eu vos digo, e muito mais do que um profeta” (Lc 7: 26).

Dois homens com um único propósito: servir aos desígnios de Deus. Ambos foram fiéis até o fim. Foram injustiçados, presos e mortos. João Batista decapitado na prisão e Jesus crucificado no Calvário.

João preparou o caminho para Jesus. O Senhor Jesus preparou o caminho para nós. Ele disse que é o Caminho que conduz a Deus: “Eu sou o Caminho, e a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai se não por Mim” (Jo 14:6).

Que possamos tomar posse de nossa vocação e desempenhar, sem reservas, a missão que nos foi por Deus confiada.

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.