IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Rio, 25/4/2007
 

Quem nos impede de Sonhar? (Maria Newnum)

Steve e Maria Newnum


 

Quem nos Impede de sonhar?

Maria Newnum (*)


Meus amigos! Não é jornada que me cansa. É alguma coisa que me obriga a andar ainda sabendo, de antemão, que a jornada está finda. Sonho verde de quem, não tendo onde dormir, não deve mais sonhar; no entanto, sonha ainda. - Cassiano Ricardo 1895-1974 - Poeta brasileiro - Em Só Deus por Testemunha, do livro Martim Cererê.

Esse desabafo do poeta tem um “quê” de nós. É um auto-retrato de nossas vivências nas diversas esferas da vida. Pensemos em nosso trabalho! Nossa igreja! Nossos relacionamentos familiares, amorosos e conjugais!?

Vez por outra, em certa altura da vida somos tragados, literalmente, por “recados” que nos mandam parar de lutar, viver e sonhar...

Sair desse poço de areia movediça requer esforço supra-humano aos nossos corpos e mentes fragilizados por sofrimentos e desilusões profundas que atingem a alma. São situações que nos encolhemos na posição fetal, esperando o aconchego materno, que nem sempre chega.

A vida é cruel e o poeta no seu “grito” bravo, sintetiza a manobra perversa dos que querem, não somente enterrar nossos sonhos, mas também nossas perspectivas de vida.

Não é a jornada da vida que mais cansa e sim o jogo desleal e cruel dos que querem nos paralisar; escondidos no “poder” que julgam deter sobre nós, seja por arrogância, seja porque nós, indivíduos “mansos”; qual cordeirinhos, lhes conferimos sobre nossa vida e sonhos. Certos indivíduos, instituições religiosas e seculares, tomam para si o “poder” de anestesiar nossos cérebros. Com certa freqüência assumimos a condição de “ovelhas mansas e burras”, prontas para o abate; sem choro...

Mas o poeta desafia ao sonho verde; quiçá colorido como o Arco Iris, de quem, embora nem tenha onde refestelar a cabeça, ainda dorme o sono dos justos e sonha...

Mesmo que nos tirem tudo, ainda restará nossa capacidade de sonhar. E o que é o sonho? “É a certeza do já, mais ainda não”, ou seja, é a certeza do futuro certo, que somente nós, como indivíduos autônomos, desenharemos e faremos acontecer.

Ninguém, em nenhum tempo e lugar impedirá o triunfo das pessoas que sonham.

Mesmo sabendo que a jornada é finda, sonhe com todo vigor de sua alma.

Dias melhores virão. Na verdade, eles começam agora! Só depende de você e de seus sonhos.

Sonhe e deixe sonhar...

________

Maria Newnum é pedagoga, mestre em teologia prática, vice-presidente do Movimento Ecumênico de Maringá.

Para comentar ou ler outros artigos acesse: http://br.groups.yahoo.com/group/LittleThinks/

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.