IGREJA METODISTA EM VILA ISABEL
Fundada em 15 de Junho de 1902

Boulevard Vinte e Oito de Setembro, 400
Vila Isabel - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20551–031     Tel.: 2576–7832


Igreja da Vila

Aniversariantes

Metodismo

Missão

Artigos e Publicações

Galeria de Fotos

Links


Vida Cristã
Rio, 23/10/2007
 

Dia Mundial da Temperança – 25 de outubro (Luiz Bittencourt Pimenta)

ZZ Outros Colaboradores ZZ


 


Dia 25 de outubro é o Dia Mundial da Temperança. Mas, o que é temperança? Segundo o dicionário Aurélio é “qualidade ou virtude de quem é moderado, ou de quem modera apetite e paixões; sobriedade, moderação, comedimento.”

Nos bons e saudosos tempos em que as revistas da Escola Dominical da Igreja
Metodista eram preparadas pela Confederação Evangélica Brasileira, as lições tinham datas determinadas. Então, nos dias especiais, elas falavam a respeito do tema em foco. E no domingo mais próximo de 25 de outubro a lição era sobre temperança.

E agora?
Procurei em sites da Igreja, li as revistas e jornais das Regiões, examinei a Circular do
Gabinete Episcopal da 1ª. R.E. e nada! Apenas a Voz Missionária mencionava este dia entre as datas importantes de outubro. Somente isto.

Temperança, pois, para nossa Igreja, parece coisa de um passado distante. Mas a Bíblia, em três trechos, diz que devemos ser temperantes:

- Em I Timóteo 3:2: “É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar.”

- Em I Timóteo 3:11: “Da mesma sorte, quanto a mulher, é necessário que elas sejam respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo.”

- Finalmente, em Tito 2:2 – “Quanto aos homens idosos, que sejam temperantes,
respeitáveis, sensatos, sadios na fé, no amor e na constância.”

No primeiro texto Paulo fala sobre as qualidades que um bispo deve ter. No segundo,
refere-se às mulheres. E no terceiro reporta-se aos idosos. No entanto, estas recomendações são perfeitamente válidas para todos os cristãos, homens e mulheres, velhos e moços, em todos os tempos.

No Dia Mundial da Temperança costumava-se falar sobre vícios, especialmente a
bebida. Há várias denominações evangélicas que não proíbem a bebida alcoólica, mas dizem que seus seguidores devem ser temperantes ao beber, isto é, numa expressão bem moderna:
“Aprecie com moderação”, seja temperante ao beber. Nas leis metodistas é dito que “os
metodistas são abstêmios do álcool como bebida.” São mesmo? Se não são, deveriam ao menos ser temperantes.

Porém, temperança – parece-me - não se restringe à bebida alcoólica. Devemos ser
moderados em tudo. Nos gastos, no vestir, na diversão, nos esportes, ao torcer por nosso time, no uso da Internet, na música, etc., pois o que fazemos em excesso pode nos prejudicar.

Tenho um amigo que não deixa de assistir a um único filme ou peça teatral. Nos
tempos da censura, várias vezes viajou para os Estados Unidos, a Europa ou Buenos Ayres para ver filmes e peças que aqui eram proibidas.

E uma jovem que conheci, que de manhã à noite vivia tomando Coca-Cola? E um primo,
estudante de física, que tinha um pequeno laboratório em casa. Quanto se dedicava a certas experiências esquecia-se de tudo. E do laboratório não saía nem para dormir, comer, tomar banho. Todos estes não precisariam de uma dose de temperança?

Acho que até no terreno religioso precisamos ser temperantes, pois senão poderemos ser levados ao fanatismo, a excessos nas manifestações e a falsos julgamentos de
nosso próximo e a uma visão bitolada do que é a vida.

Para terminar, gostaria de repetir o que escrevi no Jornal da Vila (do Ministério da Comunicação da Igreja Metodista de Vila Isabel, no Rio) de 22.10.2000:
“Todos nós somos alcançados diariamente por torrentes de propaganda: são
bingos, loterias, bebidas de todo o tipo, cigarros. Nosso contra-ataque é tímido ou nenhum. Nossos jovens e juvenis carecem cada vez mais de atenção especial. E também nós mais velhos, não somente para dar o exemplo, mas porque também estamos debaixo da mesma propaganda e sujeitos às tentações do dia-a-dia.
Que nesta semana que se comemora o Dia Mundial da Temperança façamos valer nossas mais ricas tradições de oposição a tudo que escraviza e degrada o ser humano, a tudo o que promete alegria e felicidade, mas nos leva a destinos opostos. Que isto comece por mim, depois continue com você e, finalmente, contagie a todos os metodistas.”

Voltar


 

Copyright 2006® todos os direitos reservados.